Buscar
  • Luiz Paulo Bicalho Tavares

É possível fazer o inventário sem precisar do juiz?

A resposta é sim. Em 2007, foi editada a Lei n° 11.441, que inovou trazendo a possibilidade dos sucessores e interessados fazerem o inventário diretamente no cartório de notas.


Essa possibilidade é mais rápida e menos burocrática. Ela é feita por meio de escritura pública no cartório de notas.


Para que o inventário possa ser realizado extrajudicialmente, ou seja, no cartório, devem ser cumpridos alguns requisitos, sendo eles:


- Todos os sucessores devem ser maiores e capazes;

- Não devem haver divergências sobre a sucessão, ou seja, todos devem concorda com a divisão dos bens;

- O falecido não pode ter deixado testamento, salvo se o documento estiver caduco ou for revogado; e

- A lavratura da escritura pública deve ser obrigatoriamente acompanhada por advogado.


Dessa forma, a partilhas dos bens ocorre de forma mais célere e, assim, os interessados têm a divisão dos bens sem precisar esperar meses ou, até mesmo, anos por uma decisão judicial.


#decujus #inventario #partilha #herança #divisaodeherança #sucessao #adv #advogado #direito #extrajudicial #cartorio

0 visualização0 comentário
 
  • Instagram

©2020 por Alves e Tavares Advocacia.